Nelson Perez/Divulgação
Nelson Perez/Divulgação

Abel exalta 'comprometimento' do Fluminense mesmo após título

Desempenho e entrega dos jogadores mesmo após o título foram reconhecidos pelo treinador

AE, Agência Estado

26 de novembro de 2012 | 12h13

RECIFE - O Fluminense suportou a intensa pressão do Sport, que jogava sua sobrevivência no Campeonato Brasileiro, e conseguiu segurar um empate por 1 a 1 no último domingo, na Ilha do Retiro. O desempenho e a entrega dos jogadores cariocas, que chegaram a salvar dois gols em cima da linha, com Elivélton e Valencia, surpreendeu até o técnico Abel Braga, que elogiou o comprometimento da equipe.

"A gente não pode falar mentira. É difícil você ter o mesmo comprometimento e o mesmo foco de antes depois que o time foi campeão. Mas a dignidade dos jogadores hoje (domingo) foi espetacular. O Fluminense não foi só o campeão brasileiro, como dignificou o campeonato. Se fosse outro resultado, um time a mais estaria em risco (de rebaixamento)", declarou.

Se perdesse, o Sport estaria rebaixado à Série B de 2013, já que a Portuguesa bateu o Internacional fora de casa. O empate, no entanto, também não era bom para o time pernambucano, que na última rodada precisará vencer o Náutico, nos Aflitos, e torcer por uma derrota da própria Portuguesa ou do Bahia.

"Já esperávamos essa pressão. O adversário se encontra numa situação complicada, tem um bom time, bom treinador. Eles jogaram com velocidade, buscaram o jogo. Mas erramos muitos passes. Só ver o gol de Sport, num erro de passe nosso. Agora, vamos em busca de mais um bom resultado contra o Vasco", disse Abel, já projetando o clássico do próximo domingo.

Por fim, o treinador voltou a elogiar a campanha do Fluminense no Brasileirão e disse que o título antecipado foi resultado da regularidade da equipe. "Campeonato por pontos corridos ganha quem é mais regular. O Atlético-MG teve, hoje (domingo), a primeira vitória fora de casa no returno. Se nós ganhamos com antecedência, é porque fomos competentes."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.