Cesar Greco/ SE Palmeiras
Cesar Greco/ SE Palmeiras

Abel Ferreira elogia Palmeiras por defesa menos vazada e indica time misto nos clássicos

Treinador português revela confiança no atacante Rafael Navarro e pede paciência aos torcedores

Redação, Estadão Conteúdo

06 de março de 2022 | 20h19

Defesa menos vazada do Campeonato Paulista com apenas um gol sofrido, o Palmeiras é também o único invicto da competição e, neste domingo, derrotou o Guarani, por 2 a 0, no Allianz Parque, pela décima rodada. O técnico Abel Ferreira exaltou o sistema ofensivo da equipe alviverde para explicar o bom momento dos homens de defesa.

"Nossa defesa é consequência da forma de atacar. Quanto mais finalizar, menos vou dar espaço para o adversário para nos atacar. É um jogo coletivo. Nos defendemos bem para atacar melhor e vice-versa. Se atacar mais, vamos dar menos oportunidade para o adversário. Isso é fruto do comprometimento dos jogadores, joga quem jogar, é fruto de um trabalho coletivo. Eles são os protagonistas, que assumem a responsabilidade. Eles que fazem de mim um bom treinador", disse Abel Ferreira.

O treinador explicou também a situação de Rafael Navarro. Na busca de um centroavante, o ex-jogador do Botafogo vem recebendo oportunidades na equipe titular, mas segue ainda sem balançar as redes com a camisa do Palmeiras. Nesta quinta, perdeu grande chance de afastar a má fase em um lançamento de Dudu. A bola acabou ficando na defesa adversária.

"O Navarro eu confio. É um jovem, com muito potencial. Fez um grande jogo, faltou um pouco de sorte para fazer gol. Nós acreditamos nele. Torcida apoiou ele. Precisamos de paciência e dar tempo aos jovens. O Raphael Veiga está em forma há dois anos, mas demorou para chegar a esse nível. Deem confiança aos nossos jogadores como dou. Eles trabalham muito e bem", completou Abel.

BOA CAMPANHA

Sobre o bom momento da equipe no Campeonato Paulista, Abel Ferreira aproveitou para novamente alfinetar o calendário brasileiro. Além do Estadual, o time alviverde participou neste início de temporada do Mundial de Clubes e da Recopa Sul-Americana.

"Nós jogamos para ganhar. Do Paulista, somos a equipe que menos tem para preparar os jogos, fruto da preparação para o Mundial ou para Recopa, foram nosso foco. A exigência do Palmeiras obriga a ter dois dias de folga. Somos a equipe que mais joga. Essa equipe já mostrou mais de uma vez que gosta das dificuldades e as transforma em desafios, e isso é motivo de superação. É assim tem que ser e assim vamos continuar", concluiu.

MARATONA DE CLÁSSICOS

Abel Ferreira ainda falou sobre a sequência de clássicos nas próximas rodadas do Paulistão. O treinador deu a entender que voltará a mesclar os jogadores, apesar da importância das partidas. O próximo desafio é contra o São Paulo, no Morumbi.

"Os clássicos são importantes para a imprensa e torcedores. Para gente é igual. Sabemos da importância, mas nos preparamos da mesma maneira para todos os jogos. São jogos que têm importância, mas seja com quem for, vamos competir e tentar ganhar. Em relação a quem vai jogar, acho que finalmente entendem que não há reserva ou titular. Se tem 27 jogadores no plantel, acreditamos em todos eles", finalizou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.