AFP
AFP

Abel Ferreira explica os motivos que o fizeram acertar com o Palmeiras por dois anos

Treinador vai ao Allianz Parque nesta segunda-feira para assistir ao jogo com o Atlético-MG

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

02 de novembro de 2020 | 08h00

Abel Ferreira chegou na manhã desta segunda-feira ao Brasil. O novo técnico do Palmeiras saiu de Portugal na noite do último domingo e antes de deixar o País ele deu sua primeira entrevista como treinador do time brasileiro. O português de 41 anos explicou os motivos do acerto e revelou que pretende assistir ao jogo contra o Atlético-MG, no Allianz Parque. 

Abel explicou o que o fez largar o PAOK, da Grécia, para assumir o Palmeiras. "A grandeza do clube, a forma organizada como está o clube, as condições que oferecem aos profissionais atingirem seus objetivos e o desafio, claro", disse o português, que terá contrato válido até o fim de 2022.

"Sabemos da grandeza do Palmeiras e de seus objetivos. Sabemos dos jogadores que tem na Academia, foi seguramente uma das razões que levaram o Palmeiras a me contratar, que é a aposta nos jovens. Portanto, estão reunidas todas as condições para todos juntos termos sucesso" projetou. 

Abel ainda contou que chegou a conversar com alguns brasileiros antes de dizer "sim" ao Palmeiras. Ele revelou que foi promovido ao time profissional, quando era jogador, por Paulo Autuori, e convocado pela primeira vez para a seleção portuguesa por Luiz Felipe Scolari. São duas referências que tem na profissão também. 

"Por incrível que pareça, falei mais com brasileiros do que com portugueses. Vocês sabem, o treinador que me estreou na primeira Liga foi o Paulo Autuori, O treinador que me levou para seleção portuguesa foi o Scolari. No Braga, dois treinadores, o Guto Ferreira e o Thiago Larghi estiveram comigo fazendo estágio. Tenho ótimo relacionamento com treinadores brasileiros e, curiosamente, falei mais com brasileiros", contou. 

O novo técnico do Palmeiras vai ao Allianz Parque nesta segunda-feira para assistir ao jogo contra o Atlético-MG, às 17h. O jogo vai ser o último de Andrey Lopes no comando da equipe. "Primeira coisa que vou fazer é ver o jogo, poder estar com nossos jogadores. Isso que é o mais importante agora e começar a trabalhar o mais rapidamente possível", explicou. A estreia dele como técnico do Palmeiras ocorre na quinta-feira, contra o Red Bull Bragantino, pela Copa do Brasil.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasfutebolAbel Ferreira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.