Cesar Greco/Palmeiras
Cesar Greco/Palmeiras

Abel minimiza vice-liderança do Palmeiras no Brasileirão: 'Classificação não vale nada agora'

Técnico reitera intenção de brigar pelo título nacional, mas relembra necessidade de manter regularidade: 'Temos de ir jogo a jogo'

Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

21 de maio de 2022 | 22h54

O técnico Abel Ferreira festejou a boa vitória sobre o Juventude por 3 a 0, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro, mas minimizou a subida na tabela de classificação. Com o resultado, o time saltou para a segunda posição, atrás do Corinthians, mas o treinador reforçou que ainda tem muita lenha para queimar na competição.

"Olhar para a classificação agora não nos vale nada. Temos de ir jogo a jogo. Nossa intenção é lutar pelo título, mas outros também querem", afirmou o treinador português, reforçando que ainda tem muitas rodadas pela frente. "Nós sabemos que o campeonato é uma maratona", comentou.

O comandante alviverde lembrou que o Palmeiras ainda tem outras disputas na temporada, assim como alguns rivais, e isso também pode influenciar na disputa do Brasileirão. Apesar de buscar todos os títulos, o foco maior está na Copa Libertadores, torneio no qual o Palmeiras é tricampeão.

"O Botafogo tem bons jogadores, bom treinador, tempo para treinar. Quase todas as outras equipes estão em mais competições. São Paulo está bem, Corinthians, também. O Flamengo é um gigante que qualquer hora aparece. Então temos de fazer o nosso caminho e ir somando pontos", avisou.

Como recebeu o terceiro cartão amarelo por reclamação, Abel não poderá ficar no banco de reservas no clássico com o Santos no próximo fim de semana. Ele reclamou bastante da atuação do árbitro Marcelo de Lima Henrique na partida contra o Juventude. Mas antes de encarar o Santos, terá pela frente o Deportivo Táchira, da Venezuela, pela Libertadores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.