Abel não sabe mais como arrumar a Ponte

O técnico Abel Braga parece não saber mais o que fazer para corrigir os erros da Ponte Preta. No domingo, contra o Paysandu, a equipe de Campinas sofreu sua quarta derrota seguida no Campeonato Brasileiro - já está há 7 jogos sem vitória. "Vamos voltar para a casa, de novo, com a cara de bunda", lamentou o treinador.Mas, até para voltar para casa, a Ponte está enfrentando problemas. Após a derrota de 3 a 2 no Mangueirão, o elenco permaneceu na capital paraense, embarcando somente nesta segunda-feira, às 16 horas, numa viagem complicada e com chegada prevista somente para as 23 horas em Campinas. O time volta aos treinos nesta terça-feira à tarde, para iniciar os preparativos para o jogo diante do Figueirense, no domingo.Justiça - Enquanto isso, a Ponte terá uma semana agitada fora dos gramados. O departamento jurídico do clube já foi acionado para requerer os pontos do Paysandu, que teria escalado irregularmente três jogadores: Aldrovani, Borges Neto e Júnior Amorim.A Ponte quer tirar proveito da queda-de-braço entre o presidente do Paysandu, Arthur Tourinho, e o STJD. O dirigente estava suspenso e, mesmo assim, assinou os contratos destes jogadores baseado numa liminar conseguida na Justiça Comum. Mas antes que veja julgado este caso, a Ponte tenta se livrar, na quarta-feira, de uma nova punição no STJD. O clube pode perder de um a três mandos de campo devido aos incidentes ocorridos com o trio de arbitragem após o jogo em que foi goleado pelo Internacional, por 4 a 1. A acusação é de que um grupo de torcedores tentou agredir o árbitro e os auxiliares.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.