Abel revela choro de Rhayner após perder pênalti no Flu

O atacante Rhayner desperdiçou mais uma chance de encerrar um jejum de mais dois anos sem marcar um gol ao perder um pênalti durante a vitória do Fluminense por 3 a 1 sobre o Macaé, quarta-feira, no Estádio de São Januário, pela terceira rodada da Taça Rio. O técnico Abel Braga disse que o jogador não deveria ter batido o pênalti e já contava com o erro.

AE, Agência Estado

28 de março de 2013 | 11h54

"Ao invés de estar feliz, saiu de uma maneira como se tivesse feito a pior partida da vida e está chorando. Não precisava", lamentou. "Sabia que ele não iria fazer o gol", completou sobre Rhayner, que marcou o seu último gol em janeiro de 2011.

Abel explicou que decidiu deixar o meia Deco no banco e escalar Michael no ataque após o empate com o Duque de Caxias, como uma forma de "sacudir" o elenco. "Com todo respeito ao Duque de Caxias, nossa equipe não poderia empatar aquele jogo. Estou sempre na reta. Eu tinha que dar uma sacudida no grupo e dei", afirmou

Abel tratou com humor a baixa presença de público na partida entre Fluminense e Macaé - apenas 703 pessoas pagaram para ver o jogo em São Januário. "Virei para o Leomir (auxiliar técnico do Fluminense que acompanha os jogos das cabines) e falei que não ia precisar do rádio, dava para escutar tudo", disse.

Com a vitória, o Fluminense assumiu a liderança do Grupo B da Taça Rio, com sete pontos, mas pode ser ultrapassado nesta quinta-feira pelo Resende. A equipe volta a entrar em campo no sábado, quando vai enfrentar o Boavista em Moça Bonita.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.