Alexandre Vidal/Flamengo
Alexandre Vidal/Flamengo

Abel se solidariza com vítimas de incêndio no CT do Flamengo: 'Sei o que é isso'

'Uma dor enorme porque ao chegarmos ou ao sairmos dos treinamentos todos os dias nós víamos aqueles sorrisos, aqueles meninos tirando foto comigo', afirma o treinador

Redação, Estadão Conteúdo

08 de fevereiro de 2019 | 17h02

O técnico do Flamengo, Abel Braga, publicou um vídeo em suas redes sociais em que expressa sua solidariedade para com as famílias e amigos das vítimas do incêndio no CT do Flamengo, em Vargem Grande, na zona oeste do Rio, que matou dez pessoas e deixou outros três feridos na madrugada desta sexta-feira.

Visivelmente emocionado, o treinador, que já havia divulgado uma nota logo após a tragédia no Ninho do Urubu, lembrou dos jovens da base do Flamengo que sempre pediam para tirar fotos com ele e o elenco do time profissional e disse que o sonho destes garotos foi "lamentavelmente interrompido"

"Nós acordamos com a cidade do Rio de Janeiro sem clube, sem time e uma solidariedade muito grande para com esses meninos e para com o Clube de Regatas do Flamengo. Uma dor enorme porque ao chegarmos ou ao sairmos dos treinamentos todos os dias nós víamos aqueles sorrisos, aqueles meninos tirando foto comigo, com os atletas, e ali era como se estivessem começando um sonho, que lamentavelmente foi interrompido", afirmou o técnico. "Condolências, sentimentos e dor. Eu sei exatamente o que é isso", completou.

Abel diz entender o sofrimento dos familiares pois perdeu um filho de forma trágica, em julho de 2017. João Pedro Braga, que tinha 18 anos, caiu da janela do banheiro do apartamento no Leblon, zona sul do Rio, onde morava com a família.

O treinador iria comandar o Flamengo neste sábado, contra o Fluminense, no Maracanã, pelas semifinais da Taça Guanabara. Mas a partida foi adiada para quinta-feira diante da tragédia desta sexta.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
FlamengoAbel Bragafutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.