Abidal pensava Barcelona durante fiasco francês

O lateral Eric Abidal afirmou nesta quarta-feira que estava ansioso para retornar ao Barcelona, depois que a seleção francesa "implodiu" em uma crise durante sua desastrosa campanha na Copa do Mundo da África do Sul.

AE, Agência Estado

28 de julho de 2010 | 16h17

Os jogadores franceses boicotaram um treinamento depois do atacante Nicolas Anelka ser dispensado e a equipe foi eliminada na primeira fase da competição sem conquistar uma vitória. Assim, Abidal avaliou estes acontecimentos como um "desastre".

"Nós temos que virar a página", afirmou Abidal nesta quarta-feira. "Todos nós somos responsáveis pela situação, os jogadores e o técnico. Os jogadores tentaram fazer o melhor, mas a situação dentro do vestiário não era muito boa".

Abidal revelou que havia perdido a vontade de jogar quando pediu para ficar fora do jogo contra a África do Sul e que preferia estar treinando no Barcelona. "Eu estava realmente motivado a voltar a treinar com o Barcelona. Eu realmente havia perdido [a vontade de jogar]". "Isto foi muito desagradável. Havia uma guerra entre o técnico e a imprensa, e os jogadores estavam machucados por isto".

O jogador do Barcelona espera que a França consiga superar esta crise sob o comando do técnico Laurent Blanc e disse que gostaria de voltar a defender a equipe, apesar da decisão do novo treinador de não convocar nenhum dos jogadores que foram ao Mundial da África do Sul para o amistoso contra a Noruega, no dia 11 de agosto.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBarcelonaFrançaAbidal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.