Estadão
Estadão

Abílio Diniz critica Aidar e se oferece para custear auditoria

Empresário pede transparência ao presidente do São Paulo

O Estado de S. Paulo

15 de setembro de 2015 | 16h41

O empresário Abílio Diniz criticou novamente o presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, nesta terça-feira. Em seu blog, o membro do Conselho Consultivo do São Paulo reproduziu uma carta encaminhada ao próprio presidente na qual oferece ajuda financeira ao clube e se dispõe a financiar o custo de uma auditoria. 

"Diante da gravidade e da urgência da situação, e atendendo a seus pedidos recorrentes para que eu aporte recursos, ofereço financiar a contratação imediata da PriceWaterhouseCoopers. Ela poderá fazer de maneira imediata e isenta um levantamento completo e indispensável da situação financeira, com acompanhamento e previsão do fluxo de caixa para os próximos meses e análise de todos os contratos do clube. Essa auditoria deve se reportar diretamente à Diretoria e ao Conselho Deliberativo", escreveu o empresário. 

A PriceWaterhouseCoopers é uma das quatro empresas de auditoria presentes no plano de profissionalização do São Paulo pelo próprio Aidar. O empresário mostrou preocupação com a situação financeira do clube.

"Quero seguir colaborando para evitar a destruição do clube. Como venho falando já faz algum tempo, minha preocupação mais urgente é com a situação financeira. É preciso antes de tudo ter clareza do que se passa nessa área. Nas últimas semanas, houve muita confusão, com números contraditórios sendo divulgados por você, especialmente em relação às dívidas e ao caixa do São Paulo", escreveu Abílio. 

Na última reunião do Conselho Deliberativo, Abílio apresentou um novo modelo de administração que divide o poder entre o presidente e seus diretores. Aidar declarou que o regime é presidencialista e adotou o modelo proposto pelo Instituto Áquila.

Dirigindo-se diretamente ao presidente do São Paulo, o empresário pede transparência. "Carlos Miguel, é fundamental que você torne transparente a gestão do São Paulo e divida com o Conselho Deliberativo suas decisões neste momento difícil. Em nome dessa transparência, estou encaminhando cópia desta carta aos membros do Conselho Deliberativo e do Conselho Consultivo, bem como dando divulgação para o conhecimento dos sócios e torcedores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.