José Patrício/ESTADÃO
José Patrício/ESTADÃO

Absolvido pelo STJD, Dida reforça Internacional no sábado

Goleiro poderá jogar próximas rodadas normalmente; Procuradoria discordou de avaliação do juiz ao avaliar imagens do jogo

Estadão Conteúdo

24 de outubro de 2014 | 14h01

O técnico Abel Braga poderá contar normalmente com o goleiro Dida para os próximos jogos do Internacional no Brasileirão. Denunciado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), o jogador foi absolvido nesta sexta-feira e está liberado para jogar as próximas rodadas do campeonato.

Dida havia sido denunciado pela expulsão na derrota do Inter para a Chapecoense, por 5 a 0, no dia 9 de outubro, em Santa Catarina. Excluído nos minutos finais da partida, o goleiro cumpriu suspensão automática no duelo seguinte, mas foi citado no artigo 250 do CBJD - "Praticar ato desleal ou hostil durante a partida".

Ele foi denunciado no artigo que prevê suspensão por até três jogos em razão do que o árbitro registrou na súmula. O juiz relatou que Dida teria puxado o volante Diones na jogada da expulsão, o que poderia agravar a situação do jogador do Inter. No entanto, o procurador Marcelo Salomão discordou da avaliação do juiz ao analisar imagens do lance.

"A Procuradoria lamenta que a prova de vídeo apresentada pela defesa não traga o que realmente foi relatado pelo árbitro na súmula. Dida não pega no braço do adversário e, por ter sido expulso e ter cumprido a suspensão automática, não há como a Procuradoria não pedir a absolvição do denunciado", declarou.

Desta forma, Dida foi absolvido pelo lance do cartão vermelho e ainda contou com a aprovação da procuradoria, que revelou que não irá recorrer da decisão por concordar com ela.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolInterDidaSTJD

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.