Ação de ex-árbitro irrita Luxemburgo

O técnico do Cruzeiro, Vanderlei Luxemburgo, reagiu com indignação à notícia veiculada nesta quinta-feira de que uma decisão da Justiça carioca o teria condenado a pagar indenização de 500 salários mínimos, por ação de danos morais, ao ex-árbitro e atualmente comentarista esportivo, Cláudio Vinícius Cerdeira. "Fui expulso por ele cinco vezes. Ali estava no calor do jogo. Xinguei, ofendi", admitiu o treinador. "Agora tem de pagar por causa disso? E quando os árbitros ofendem a gente? Não acontece nada", disse, em tom de desabafo. Luxemburgo afirmou, contudo, que pretende respeitar a decisão judicial.A princípio, após o treino desta quinta-feira à tarde, na Toca da Raposa II, ele evitou o assunto. Ao ser questionado reagiu com impaciência. "Fala com meu advogado. Conversa com ele", se limitou a dizer. Depois de comentar o assunto, revelou que está sendo processado também por Léo Feldman, outro árbitro carioca.O assessor de imprensa do treinador, Luiz Lombardi, afirmou nesta quinta-feira que ele deverá tomar ciência do processo com o advogado Michel Assef, que lhe representa no Rio de Janeiro. Lombardi garantiu que Luxemburgo não tinha sido notificado e não estava sabendo da decisão da Justiça, que teria sido levada a público pelo próprio árbitro.Recentemente, o técnico cruzeirense, reagindo a uma declaração do zagueiro do Corinthians, Fábio Luciano, que teria dito que ele possui "caráter questionável", disse que irá processar todas as pessoas que criticarem sua vida pessoal. Lombardi afirmou que nas próximas semanas os advogados do treinador estarão acionando o zagueiro na Justiça por danos morais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.