Acerto com o Palmeiras faz Oswaldo de Oliveira entrar para história

Acerto com o Palmeiras faz Oswaldo de Oliveira entrar para história

Técnico assina nesta terça-feira e se torna o primeiro a conseguir dirigir os quatro principais clubes de São Paulo e do Rio de Janeiro

Daniel Batista e Diego Salgado, O Estado de S. Paulo

15 de dezembro de 2014 | 15h17

Caso não ocorra nenhuma mudança de rumo surpreendente, o Palmeiras anuncia nesta terça-feira a contratação de Oswaldo de Oliveira como novo comandante da equipe. O ex-técnico do Santos deve, inclusive, já ser apresentado e dará a primeira entrevista coletiva como novo treinador palmeirense.

Oswaldo chega pela manhã em São Paulo, se reúne com a diretoria do Palmeiras para fazer os últimos ajustes e assina o contrato, válido por um ano. O treinador chega para o lugar de Dorival Júnior, que embora tenha salvado o time do rebaixamento no Campeonato Brasileiro, não conseguiu fazer um trabalho que agradasse a diretoria.

O acerto com o Palmeiras faz com que o treinador consiga um feito inédito na história. Ele é o primeiro a dirigir os quatro principais clubes de São Paulo e do Rio de Janeiro. Ele iniciou a carreira no Corinthians em 1999 e no ano seguinte foi campeão mundial de clubes. Ainda em 2000 foi para o Vasco onde comandou o time campeão brasileiro e da Copa Mercosul durante a maior parte da competição, até ser demitido por desentendimento com o presidente Eurico Miranda. 

Em 2001 foi para o Fluminense e no ano seguinte dirigiu o São Paulo. Em 2003 foi para o Flamengo e em 2004 voltou para o Corinthians, onde não conseguiu ter o mesmo brilho de outrora.

Já em 2005 chegou ao Santos e em 2006 foi para o Fluminense. Após idas e vindas, foi trabalhar no Japão onde voltou apenas em 2012 para continuar sua peregrinação entre o eixo Rio-SP. Em 2012 e 2013, trabalhou no Botafogo, onde conquistou o Campeonato Carioca e levou a equipe para a Libertadores. No ano passado, retornou ao Santos. No Palmeiras, Oswaldo terá a missão de reconstruir a equipe, que escapou na última rodada da terceira queda para a Série B. Embora deva ser apresentado nesta terça-feira, o trabalho começa, de fato, só no dia 6 de janeiro, quando o elenco se reapresenta visando a pré-temporada.

Oswaldo de Oliveira se torna o sétimo treinador a comandar os quatro times grandes do Estado de São Paulo. Lista traz Aymoré Moreira, Carlos Alberto Silva, Emerson Leão, Rubens Minelli, Nelsinho Baptista e Oswaldo Brandão. Outros três técnicos dirigiram três grandes times de São Paulo: Formiga (menos o Palmeiras), Muricy Ramalho (com exceção do Corinthians) e Vanderlei Luxemburgo (faltou o São Paulo).

CONFIRA A LISTA:

Aymoré Moreira: Corinthians (1968 e 1970), Palmeiras (1954), São Paulo (1962 e 1966) e Santos (1952). 

Carlos Alberto Silva: Corinthians (1995), Palmeiras (1996), São Paulo (1980 e 1989) e Santos (2000).

Leão: Corinthians (2006), Palmeiras (1989 e 2005), São Paulo (2004 e 2011) e Santos (1998 e 2002).

Rubens Minelli: Corinthians (1986), Palmeiras (1969, 1982 e 1987), São Paulo (1977),  e Santos (1992).

Nelsinho Baptista: Corinthians (1990, 1993 e 2007), Palmeiras (1992), São Paulo (1998 e 2001) e Santos (2005).

Oswaldo Brandão: Corinthians (1954, 1964, 1968, 1977 e 1980), Palmeiras (1947, 1958, 1972 e 1980), São Paulo (1962 e 1971) e Santos (1948 e 1950).

Oswaldo de Oliveira: Corinthians (1999 e 2004), Palmeiras (2015), São Paulo (2002) e Santos (2005 e 2014). Além de Botafogo (2012), Flamengo (2003), Fluminense (2001) e Vasco (2000).

* atualizado às 16h22

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasOswaldo de Oliveira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.