Acosta admite mau momento e dá razão às criticas da torcida

Meia-atacante uruguaio afirma que vaias à falta de gols é compreensível por parte do torcedor corintiano

31 de janeiro de 2008 | 10h04

Substituído ainda no primeiro tempo por conta da expulsão do volante Perdigão, o meia-atacante Acosta não ficou nada satisfeito com o empate sem gols contra o Sertãozinho, nesta quarta-feira, em Ribeirão Preto, pelo Campeonato Paulista. Veja também: Corinthians fica em um empate sem gols com o Sertãozinho Corinthians tem novo terceiro uniforme: uma camisa roxa Opine: você aprova a nova camisa roxa do Corinthians? Criticado pela torcida devido ao fraco futebol nas duas últimas partidas do Corinthians, Acosta deu razão às críticas vindas das arquibancadas. "A torcida fica ansiosa por gols e acho que eles têm razão em reclamar quando eles não saem. Não estou jogando da forma que eu gosto e, também, não estou rendendo que o deveria." Mesmo concordando com a pouca produtividade que vem mostrando em campo, o uruguaio teve motivos para se justificar, pois não pôde atuar por muito tempo na partida. "Ninguém gosta de sair no primeiro tempo e acho que estava bem, mas alguém tem de sair e quem escolhe é o treinador. Fiquei chateado, claro, mas o Mano Menezes falou comigo após a substituição e agora eu estou tranqüilo", explicou Acosta. O uruguaio terá a chance de se recuperar neste sábado, em confronto contra a equipe do Mirassol, no Estádio do Morumbi, às 16 horas.

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansAcosta

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.