Acosta deixa a seleção do Chile

O técnico do Chile, o uruguaio Nelson Acosta, pediu demissão depois de cinco anos no comando da seleção nacional. O treinador entregou cargo depois que o presidente da Associação de Futebol do país, Mário Mosquera, declarou que se o time perdesse para o Peru, dia 27, ele não permaneceria. O amistoso contra o Panamá, previsto para a próxima semana em Antofagasta, no Chile, foi cancelado. Mosquera disse que pretende contratar um técnico argentino para substituir Acosta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.