Acosta diz que não se importa com vaias da torcida

Ainda sem ritmo de jogo, atacante uruguaio marca gol contra na derrota para o São Caetano por 3 a 1

21 de janeiro de 2008 | 09h19

Depois de marcar um gol contra na partida contra o São Caetano, o atacante uruguaio Acosta disse que não se importa com as vaias da torcida. Para o jogador, o Corinthians evoluirá dentro da competição conforme os atletas adquirirem entrosamento.   Veja também:  Classificação Resultados e calendário Ouça os gols da partida - 1 x 0 / 2 x 0 / 3x 0 / 3 x 1  Mano Menezes defende uruguaio Acosta e elogia adversário  Crônica do jogo: São Caetano 3 x 1 Corinthians   "No futebol, quando você ganha é aplaudido, mas quando perde é vaiado", contou o uruguaio, que marcou o gol contra de cabeça. "Sei que estamos no começo da temporada e que o time vai evoluir."   Para Acosta, a torcida vai comparecer em bom número no Morumbi para o próximo confronto no Paulistão, contra o Paulista de Jundiaí, na quarta-feira. "Os torcedores vão nos apoiar. A derrota para o São Caetano não vai interferir."   Já Dentinho, destaque apesar do tropeço, pediu um pouco mais de paciência aos torcedores. "Só temos 16 dias de trabalho. Ainda é cedo para falar de pressão, mas tenho certeza de que os resultados vão aparecer".   O São Caetano tornou-se uma "pedra no sapato" do Corinthians. Em seis confrontos pelo Paulistão, a equipe de Parque São Jorge nunca conseguiu vencer os rivais: foram cinco derrotas e um empate.

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansAcosta

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.