Acosta está fora da estréia do Corinthians no Paulistão

Clube não consegue vencer os trâmites burocráticos; Herrera e Suárez também não jogam

Cosme Rimoli, Jornal da Tarde

11 de janeiro de 2008 | 23h04

O Corinthians não terá a sua maior atração na estréia do Campeonato Paulista. O clube não conseguiu vencer os trâmites burocráticos e não houve tempo para o uruguaio Acosta conseguir renovar o seu visto de trabalho. O novo camisa 10 está fora da partida de quinta-feira contra o Guarani, no Morumbi, às 21h45.  Veja também: Finazzi é destaque e marca três em treino do Corinthians Mano Menezes implanta estilo 'pegador' no 1.º treino tático Antônio Carlos quer chegar à presidência do Corinthians Mano Menezes: "Camisa 10 cai bem em Acosta' "Sei que o pessoal estava correndo muito para tentar a renovação do visto. Sei que estava difícil mesmo", reconheceu nesta sexta-feira o vice jurídico Sérgio Alvarenga. Acosta estava praticamente recuperado da pancada que recebeu no tornozelo esquerdo. Não estava treinando com bola. Mas mesmo se estivesse bem não treinaria entre os titulares. Pelo mesmo motivo, o argentino Herrera (atacante) e o chileno Suárez (zagueiro), ambos reservas, estão fora. O que aconteceu frustra a diretoria porque Acosta foi até convencido de abandonar a camisa 25 para atuar com a 10. Mano Menezes teve de pedir para o uruguaio aceitar a troca por causa do marketing corintiano. Ele é a grande aposta para ser o novo ídolo do clube. O departamento jurídico corintiano tentará, mas não garante que estará em campo no domingo, dia 20, contra o São Caetano em Mogi Mirim - o estádio Anacleto Campanella está interditado. Meio-campo de pegada  Felipe, Betão, Fábio Ferreira e Zelão; Vampeta, Carlos Alberto, Bruno Octávio, Moradei e Everton Ribeiro; Lulinha e Clodoaldo. Este foi o time de Nelsinho Baptista rebaixado dia 2 de dezembro de 2007 em Porto Alegre. Felipe, Ratinho, Chicão, William e Everton Ribeiro (André Santos); Bruno Octávio, Carlos Alberto e Alessandro; Marcel e Lima; Finazzi. Este é o Corinthians de Mano Menezes que treinou nesta sexta em Itu pela primeira vez . E no esquema europeu 4-3-2-1. Ele pretende acabar com a fraca marcação que custou o rebaixamento no Brasileiro preenchendo o meio-de-campo com muitos jogadores de pegada, sufocando o adversário na sua intermediária. "Estou tratando de adotar o esquema que o time precisa. A posse de bola tem de ser nossa. O Corinthians não pode tomar sufoco. O adversário não pode e não vai ter espaço para trabalhar a bola. Não me interessa retomar a bola perto do nosso gol. O importante é ganhar o meio-de-campo e atacar em alta velocidade. O Corinthians será uma equipe segura", diz Mano. O treinamento durou 60 minutos. Foi ótimo.Os titulares golearam os reservas por 5 a 1 - com três gols de Finazzi. Chicão e André Santos fizeram os outros dois. E Herrera descontou para os reservas.

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansAcostaPaulista A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.