Adailton nega racha no Santos e espera reação

Zagueiro confirma que Fábio Costa e Kléber Pereira pediram desculpas por declarações polêmicas

Sanches Filho, Especial para O Estado de S. Paulo

26 de janeiro de 2008 | 11h17

Adailton demonstrou que pode ser o novo líder que faltou ao Santos após ter sofrido o terceiro gol contra o Juventus, quinta-feira passada, em Santo André (o jogo terminou 3 a 1). Ele reconhece os erros da equipe, mas afirma que esses jogadores já foram testados e têm condições para reverter o quadro, principalmente trabalhando em cima do que não deu certo até aqui. Veja também: Kléber treina e vai a campo contra o Bragantino neste domingo "Temos que virar essa página, e a mudança virá através da nossa reflexão e trabalho. Não se muda nada apenas com palavras ou frases feitas", disse o zagueiro. "Tem de haver seriedade e harmonia do grupo", pregou, negando que haja divisão entre os jogadores. As fortes declarações de Fábio Costa e Kléber Pereira, depois da derrota em Santo André, não correspondem à realidade interna do Santos, segundo o zagueiro. "Houve essa reunião e os dois [Fábio Costa e Kléber Pereira] pediram desculpas. Claro que depois de um resultado como aquele, o jogador não reflete para falar e em seguida se arrepende. Mas não existe aquilo que eles colocaram", assegurou. "Sentamos, conversamos e não existe e nem vai existir racha interno." Adailton acredita que a reação do time vai começar neste domingo, contra o Bragantino. "A ação e reação do torcedor é de acordo com que o time faz em campo. Vamos dar o máximo, mas de maneira inteligente. De nada adianta o zagueiro querer ser centroavante. E todos têm que assumir sua parcela de responsabilidade e a equipe jogar de forma organizada. Assumo a minha responsabilidade e dou a cara a bater", disse, lembrando que os jogadores precisam voltar a ter a confiança do ano passado. "Inúmeras vezes saímos atrás no marcador, mas conseguimos reverter e vencer o jogo. Agora não pode ser diferente, afinal de contas, a base foi mantida", concluiu.

Tudo o que sabemos sobre:
Santos FCPaulistão A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.