Adãozinho está perto do Guarani

O rebaixamento do Guarani para a Série B do Campeonato Brasileiro continua criando obstáculos para o clube elaborar o planejamento de 2005. Mas a diretoria praticamente definiu um acordo com o veterano meia Adãozinho, ex-São Caetano e Palmeiras, para atender o pedido do técnico Jair Picerni. Só falta a assinatura de contrato, o que aconteceria na próxima semana. Mas já seria um avanço, porque outros nomes estão praticamente descartados. É o caso do atacante Somália, do Goiás, e do meia Anaílson, que estava emprestado pelo São Caetano ao Náutico. O atacante Wágner, do Atlético Mineiro, também descartou a possibilidade de voltar para o Brinco de Ouro, onde realizou boa campanha em 2003. Ele aceitou uma proposta tentadora do Figueirense-SC. Depois de renovar contrato com o goleiro Jean, por R$ 42 mil mensais, o clube acertou com o volante Marcos Paulo, por R$ 28 mil. Ele é esperado no Brinco de Ouro nesta segunda-feira, após passar os últimos dias pescando. Outro que interessa é o volante Careca. O meia Harison, embora não tenha chegado a um acordo, não descarta a possibilidade de voltar a negociar com os dirigentes. O clube também ficou com o zagueiro Tiago, pouco usado durante o ano com problemas médicos, disciplinares e até técnicos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.