Cesar Greco/Palmeiras
Cesar Greco/Palmeiras

Adiamento de julgamento 'libera' Felipe Melo e Willian para o clássico com o São Paulo

Morte de familiar do advogado palmeirense leva a adiamento da decisão; nova data não foi definida

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

28 de outubro de 2019 | 16h24

O julgamento do volante Felipe Melo e do atacante Willian foi adiado para a próxima sessão da 1ª Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), que ainda não tem data definida. Com isso, os jogadores estão liberados para defender o Palmeiras diante do São Paulo, no clássico desta quarta-feira, no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro

O julgamento, que estava previsto para esta segunda-feira, foi adiado em função do falecimento de um familiar do advogado do Palmeiras. O departamento jurídico do clube alegou que não haveria tempo hábil para a instrução de outro defensor e pediu o adiamento. O primeiro pedido foi negado; o segundo, aceito.

A tendência é a de que o julgamento entre na pauta do dia 11 de novembro. Se isso se confirmar, o volante e o atacante poderão enfrentar também o Ceará, no próximo sábado, no Allianz Parque, o Vasco, no dia 6, em São Januário, e o clássico com o Corinthians, no dia 9, no Pacaembu, pelas três rodadas seguintes do Brasileirão.

Felipe Melo foi denunciado por gestos ofensivos para os torcedores do Santos no clássico da Vila Belmiro, no dia 9 de outubro. O volante foi denunciado no artigo 258-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva sobre "provocar o público". A pena varia de dois a seis jogos de suspensão. O fato não foi citado na súmula do árbitro Flávio Rodrigues de Souza.

Willian foi denunciado no artigo 254, que fala em "praticar jogada violenta". O atacante foi expulso após disputa com Diego Pituca e agora corre o risco de pegar suspensão de um até seis jogos. Willian foi poupado no fim de semana em função de uma fibrose, mas deverá estar em boas condições físicas para o clássico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.