Marcelo Sadio/Divulgação
Marcelo Sadio/Divulgação

Adilson Baptista diz que Jomar errou, mas vai mantê-lo no Vasco

Técnico absolve zagueiro após falha na derrota para a Cabofriense e o escala para próximo jogo

AE, Agência Estado

24 de fevereiro de 2014 | 11h45

RIO - O técnico Adilson Batista admitiu que o zagueiro Jomar foi um dos principais responsáveis pela derrota do Vasco por 2 a 1 para a Cabofriense, domingo, em São Januário, pela décima rodada do Campeonato Carioca, mas descartou afastá-lo do time. Ele avisou que o jogador será titular na próxima partida da equipe.

"É um atleta jovem, com potencial. O Fabricio Carvalho se colocou bem e teve méritos. Tenho que passar tranquilidade, ele jogará na quinta-feira. O Rodrigo está fora, o Luan está suspenso. Não estava num dia feliz, mas temos que entender e ajudar nesse momento", disse. "No segundo tempo, ele melhorou, mais seguro, mais confiante, saiu na cobertura. Evidente que o primeiro tempo não foi bom", completou.

Para Adilson, o Vasco teve boa produção ofensiva diante da Cabofriense e não merecia perder. "Tivemos três bolas na trave. O time jogou bem, chegou e finalizou. Foram quase 20 finalizações. O adversário também teve sete ou oito oportunidades. Acabamos errando e proporcionando o adversário virar e gerar uma certa impaciência na torcida. Tivemos que abrir o segundo tempo pressionando. Jogamos em cima e o adversário contra-atacou, mas era normal pela proposta. Procuramos furar o bloqueio, mas não conseguimos o objetivo que era a vitória", disse.

Derrotado, o Vasco está em quarto lugar no Campeonato Carioca, com 18 pontos, e volta a entrar em campo na próxima quinta-feira, às 16 horas, quando vai enfrentar o Madureira, no Estádio da Rua Conselheiro Galvão, fora de casa, pela 11ª rodada do Campeonato Carioca.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.