Adilson Batista pede cautela ao Vasco contra o lanterna Vila Nova

Ciente de que sua equipe vive grande fase na Série B, na qual já é a vice-líder, técnico tenta evitar que a euforia atrapalhe no campo

Estadão Conteúdo

18 de agosto de 2014 | 20h32

Em grande fase na disputa da Série B do Campeonato Brasileiro - é o vice-líder com 31 pontos -, o Vasco se prepara para enfrentar nesta terça-feira, em Brasília, o Vila Nova, lanterna da competição. Apesar da aparente facilidade por jogar contra o pior time, o técnico Adilson Batista pede cautela. "Não me acomodo quando estou lá na frente. Continuo com seriedade o trabalho e sempre fico focado nos objetivos. Temos que ter intensidade naquilo que a gente acha importante", disse.

O treinador despistou sobre a equipe que deverá mandar a campo no estádio Mané Garrincha. "Oportunidades nós demos para quase todo mundo. É sempre importante ter essa competitividade. Eu costumo dar esse tipo de oportunidade. Tem muitos jogos ainda, vamos trabalhar jogo a jogo, com calma", declarou, sem confirmar o time.

Mesmo com o mistério, Adilson Batista terá que mexer em pelo menos duas posições, já que o goleiro uruguaio Martin Silva e o zagueiro Rodrigo estão suspensos. A tendência é que eles sejam substituídos por Diogo Silva e Luan, respectivamente.
Tudo o que sabemos sobre:
futebolVascoAdilson BatistaSérie b

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.