Adilson Batista vê Cruzeiro com chances de Libertadores

A vitória por 3 a 2 sobre o Internacional, no Beira-Rio, levou o Cruzeiro a 32 pontos no Campeonato Brasileiro. Apesar de ocupar o 13º posto na tabela, o clube está a apenas oito do rival Atlético-MG, quarto colocado. Por isso, o treinador Adilson Batista ainda sonha com uma vaga na Libertadores.

AE, Agencia Estado

14 de setembro de 2009 | 09h51

"O campeonato pegou fogo, está todo mundo chegando. Fica todo mundo brigando e a gente fica pensando quem vai sair do G-4. É difícil. O São Paulo é acostumado a chegar, o Palmeiras tem um treinador tricampeão, o Internacional desde o início não sai. A gente quer entrar, o Flamengo, o Corinthians, o Atlético-MG, o Goiás, o Santos também", disse o técnico, que comandou o clube na campanha do vice-campeonato da competição continental neste ano.

Para Adilson, o Cruzeiro tem a seu favor a regularidade nas últimas partidas. "É o oitavo bom jogo que a gente faz. Vínhamos em uma sequência boa e acabamos perdendo para o São Paulo quando jogamos melhor", afirmou, referindo-se à derrota por 2 a 1 há uma semana.

O Cruzeiro volta a campo apenas na quarta-feira da próxima semana, quando enfrentará o Palmeiras, no Mineirão. O clube paulista é o líder do campeonato, com 44 pontos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.