Adilson culpa lesões e cansaço por derrota do Cruzeiro

O técnico Adilson Batista, do Cruzeiro, atribuiu ao desgaste físico de seus jogadores a derrota por 3 a 1 para o Palmeiras, no domingo, em São Paulo. Segundo o treinador, os atletas sentiram a sequência de jogos. Para piorar, Gustavo e Sorín deixaram o campo lesionados ainda no primeiro tempo.

AE, Agencia Estado

15 de junho de 2009 | 08h45

"O Cruzeiro veio para vencer o jogo e teve personalidade, tentou jogar. Encontrou um pouco de dificuldade em função da lesão do Gustavo e depois o Sorín também pediu para sair. A gente teve que mudar. Eu tinha vários problemas em função do desgaste da temporada, o que é normal. Claro que isso acaba influenciando", afirmou o treinador.

O Cruzeiro volta a jogar na quinta-feira, contra o São Paulo, na segunda partida das quartas de final da Libertados. Para Adilson, a derrota para o Palmeiras deve servir como aprendizado para o time mineiro.

"Perder nunca é bom. No futebol a gente está sempre aprendendo. É um aprendizado constante, agora tem que ter calma. Vou ver os jogadores que estão em melhores condições para enfrentar o São Paulo e na quinta-feira acho que a gente pode sorrir", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.