Adílson diz que faltou atenção ao Cruzeiro em derrota

O técnico Adílson Batista acredita que a falta de atenção dos jogadores do Cruzeiro foi um dos motivos que levaram o time ser derrotado pelo Ipatinga por 3 a 0, sábado, no Mineirão pela segunda rodada do Campeonato Mineiro. Ele evitou culpar a arbitragem, que marcou pênalti e expulsou o zagueiro Thiago Heleno no mesmo lance.

AE, Agencia Estado

31 de janeiro de 2010 | 10h35

"Não dá para ficar justificando. Parabéns ao Ipatinga, que teve inteligência, rodou bem a bola. Nós começamos um pouco desatentos, o pênalti e a expulsão acabaram prejudicando, em função do desgaste que tivemos com a viagem. Esse jogo é para esquecer", afirmou.

Adílson garantiu que não se arrependeu de ter escalado o Cruzeiro com nove reservas contra o Ipatinga. "Infelizmente no jogo de hoje eu não pude aproveitar mais jogadores do júnior, era jogo para colocar o time júnior, queria poupar o Gilberto, Elicarlos e Jonathan, mas não foi possível. A intenção era colocar a garotada", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.