Adilson é absolvido no STJD e pode jogar pelo Grêmio

O técnico Paulo Autuori recebeu uma boa notícia nesta terça-feira em Caracas, na Venezuela, onde o Grêmio está concentrado para a partida desta quarta pelas quartas de final da Copa Libertadores. Em julgamento no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), o volante Adilson foi absolvido e liberado para atuar pela equipe gaúcha no próximo compromisso pelo Campeonato Brasileiro.

AE, Agencia Estado

26 de maio de 2009 | 22h46

Adilson foi julgado pela expulsão na derrota por 2 a 1 para o Atlético Mineiro, em Belo Horizonte, pela segunda rodada do Brasileirão. O árbitro Wilson Luiz Seneme - muito contestado por marcar um pênalti para o time mineiro, já no fim do jogo - aplicou o cartão vermelho por um carrinho do volante gremista na disputa de bola. Pelo lance, ele acabou denunciado por praticar jogada violenta.

Com risco de pegar até seis jogos de suspensão, Adilson foi absolvido e agora pode ser mais uma opção para Autuori no domingo, em Salvador, onde o Grêmio enfrenta o Vitória. Focado na disputa pela Libertadores, o treinador do time gaúcho deve poupar alguns titulares, e o volante deve ganhar uma oportunidade entre os que começarão jogando.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.