Adílson espera a estréia no Mogi

Adílson, ex-zagueiro com passagens pelo Cruzeiro, Grêmio e Corinthians, ainda não sabe quando irá estrear na carreira de treinador. Tudo porque o Mogi Mirim não recebeu a definição sobre a sua participação no Campeonato Brasileiro da Série C. "Estou ansioso para conhecer o calendário, porque isso motiva mais os jogadores e toda a comissão técnica", afirmou Adílson Dias, que adotou o sobrenome agora que virou técnico.Na tarde desta sexta-feira, ele pôde pelo menos sentir o gostinho de dirigir o time em campo. O Mogi Mirim fez um jogo-treino contra o Águas de Lindóia e venceu por 1 a 0. Caso o Mogi não seja relacionado para a Série C do Brasileiro, restará a Copa Estado de São Paulo, competição que pode ser reeditada pela Federação Paulista para movimentar os clubes do interior no segundo semestre. "É claro que preferimos disputar o Brasileiro, entrando na competição para buscar o acesso", avisou Adílson.O elenco do Mogi ainda é limitado, pois Adílson está trabalhando com apenas 15 profissionais. Mas, a diretoria do clube já prometeu reforços caso o time dispute a competição nacional.Da equipe rebaixada para a Série A-2 do Paulista - segunda divisão -, sobraram poucos jogadores no atual elenco. É o caso dos zagueiros Fábio Paulista e Marcelo Batatais e dos volantes Márcio e Zé Luís, além do meio-campista Salles.Neste período inicial de trabalho, o elenco tem priorizando o treinamento físico, sob o comando do preparador Esdras Lopes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.