Adilson evita falar em título após vitória do Cruzeiro

Durante todo o Campeonato Brasileiro, o técnico Adilson Batista tem dito que a briga do Cruzeiro é para conquistar uma vaga na Libertadores. Após a vitória por 3 a 2 sobre o Santo André, na noite de quarta-feira, ele não mudou o discurso - mesmo estando cada vez mais perto dos líderes.

AE, Agencia Estado

29 de outubro de 2009 | 10h06

"Vamos por etapas. Temos um jogo difícil contra o Fluminense e vamos tentar vencer. Depois o Sport lá para encostar e aumentar essa briga. Vamos descansar e tentar diminuir essa diferença", disse Adilson Batista.

Com a vitória sobre o clube paulista, o Cruzeiro chegou a 51 pontos, e está na quinta colocação na tabela, a apenas um ponto do Internacional. O líder é o São Paulo, com 55 pontos, mas um jogo a mais que Palmeiras (54 pontos) e Atlético-MG (53).

Na 33ª rodada, os cruzeirenses terão pela frente o Fluminense, lanterna da competição e que precisa de uma série de vitórias para evitar o rebaixamento. A partida está marcada para as 18h30 (horário de Brasília) de domingo, no Mineirão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.