Arquivo/AE
Arquivo/AE

Adílson nega possibilidade de deixar o Cruzeiro

O treinador teria sido sondado para assumir um clube árabe, mas promete cumprir contrato

Agencia Estado

13 de julho de 2009 | 16h25

O técnico Adílson Batista negou nesta segunda-feira a possibilidade de deixar o Cruzeiro após a disputa da final da decisão da Copa Libertadores contra o Estudiantes. O treinador teria sido sondado para assumir um clube árabe, mas prometeu cumprir seu contrato com o time mineiro.

Veja também:

blog VOTE - Quem ganha a Libertadores?

especialLIBERTADORES: leia mais no canal especial

tabela Copa Libertadores - Classificação e Calendário 

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"Meu intuito e meu objetivo é terminar o trabalho, eu tenho contrato até dezembro. Espero conquistar os objetivos da temporada. Nós temos uma responsabilidade e sabemos da importância que tem esse jogo de quarta-feira. Estamos bem conscientes e concentrados para vencer essa competição e nos recuperarmos no Brasileiro", afirmou.

O técnico diz que a torcida cruzeirense, que esgotou os ingressos para a final de quarta-feira, pode ser decisiva contra o Estudiantes. "O Cruzeiro tem uma sintonia muito bonita com o torcedor. No próprio domingo, nós estávamos perdendo o jogo e eles nos ajudando. Nesse jogo de quarta-feira eu tenho certeza que a mobilização que existe em Belo Horizonte, o astral, o torcedor fará a diferença", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.