Marcelo Sadio/Divulgação
Marcelo Sadio/Divulgação

Adilson projeta reação, mas admite Vasco 'muito abaixo' do esperado

Na terça, time carioca não saiu de um empate com o Bragantino e amarga 10.º lugar na Série B

AE, Agência Estado

28 de maio de 2014 | 13h04

BRAGANÇA PAULISTA - Após ver o Vasco não passar de um empate por 1 a 1 com o Bragantino, na última terça-feira à noite, em Bragança Paulista, e amargar a décima posição da Série B do Campeonato Brasileiro, o técnico Adilson Batista reconheceu que o cenário vivido pelo time carioca não é nada animador neste momento. O treinador já projeta uma reação da equipe no confronto do próximo sábado, contra a Portuguesa, em Volta Redonda, mas reconhece que hoje a equipe está "muito abaixo" do esperado no que diz respeito ao seu desempenho na competição nacional.

Além de lamentar o fato de o time vascaíno estar atuando em casa com portões fechados nos primeiros jogos do torneio por causa de punição aplicada após briga envolvendo seus torcedores na rodada final do Brasileirão do ano passado, o treinador admitiu que o grande número de desfalques estão prejudicando a equipe. O atacante Thalles e o volante Danilo atualmente servem as seleções brasileira de base, enquanto o goleiro Martin Silva está com a seleção uruguaia e o volante Guiñazu está lesionado.

Apesar de todos esses fatores, Adilson acredita que o Vasco poderia estar em situação bem melhor do que a atual na Série B. "É evidente que não gostaríamos de estar onde estamos. Mas há algumas situações: portões fechados, jogar sem ninguém, dificuldade de lesões, algumas trocas que você precisa fazer. Tem novos jogadores chegando, eu os estou conhecendo. Tudo isso reflete no entrosamento. Não é pretexto, é o que vive no dia a dia. É desconfortável. Não é para estar nesta situação", reconheceu.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolVascoAdilson BatistaSérie B

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.