Adílson reconhece que Ramires fará falta ao Cruzeiro

O técnico Adílson Batista admitiu nesta sexta-feira que o Cruzeiro terá problemas para suprir a saída do volante Ramires, negociado com o Benfica por 7,5 milhões de euros (aproximadamente R$ 21,2 milhões). Para ele, o meio-campista é um jogador diferenciado no futebol brasileiro.

AE, Agencia Estado

22 de maio de 2009 | 19h37

"É um jogador que tem uma característica difícil de encontrar. O Ramires marca, joga, chega, atua em várias posições, excelente profissional. Torço pelo sucesso dele, que seja feliz e nos ajude até o término da Libertadores. É um jogador que a gente não encontra dentro do grupo com as mesmas características", elogiou.

O treinador prometeu, porém, que o Cruzeiro não vai perder o equilíbrio. "Já existe a formação sem o Ramires. Eu estou pensando e, dentro do próprio elenco, a gente já criou [alternativa]. Não vai fugir daquilo que vocês sabem. Com calma a gente vai decidir o que será feito nos próximos dias", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.