Jonathan Bachman/AP
Jonathan Bachman/AP

Adreian Payne, ex-jogador da NBA, é morto a tiros nos EUA aos 31 anos

Atleta acumulou passagens por Orlando Magic, Minnesota Timberwolves e Atlanta Hawks

Redação, O Estado de S.Paulo

09 de maio de 2022 | 16h12

O jogador de basquete americano Adreian Payne foi morto a tiros na madrugada desta segunda-feira, na Flórida, nos Estados Unidos. A morte do atleta de 31 anos, com passagens por grandes equipes da NBA, foi divulgada pela imprensa americana com base em informações do Departamento de Polícia de Orlando. As causas do tiroteio ainda estão sendo investigadas. 

De acordo com as reconstruções, Payne foi baleado em um tiroteio em Orlando por volta da 1h da manhã (horário local), sendo levado às pressas para um hospital próximo, mas não resistiu aos ferimentos. O homem que efetuou os disparos foi preso pela polícia e está sendo indiciado por homicídio. Ele não teve a identidade revelada. 

Após a morte de Payne, ex-times do jogador, como Orlando Magic, expressaram suas condolências nas últimas horas. "O Orlando Magic está triste ao receber a notícia da trágica morte de Adreian Payne", publicou a equipe em nota oficial. 

Revelado no Michigan State Spartans, Payne jogou em Orlando na temporada 2017-2018 e também vestiu as camisas do Minnesota Timberwolves e do Atlanta Hawks na NBA, além de jogar na Europa com o grego Panathinaikos. 

"Estamos abalados com a notícia da morte do nosso ex-jogador. Nossas sinceras condolências à família de Adreian Payne", publicou a equipe grega em comunicado. 

Draymond Green, do Golden State Warriors e ex-companheiro de Payne no Michigan State, também expressou sua dor pela morte trágica, assim como o Olympiacos, rival histórico do Panathinaikos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.