Adrian Mutu apela à CAS contra multa milionária

A Corte Arbitral do Esporte (CAS) recebeu nesta sexta-feira uma ação do romeno Adrian Mutu contra a pena multa de 17,2 milhões de euros (aproximadamente R$ 42,1 milhões) que a Fifa lhe impôs por causa da ruptura de seu contrato com o Chelsea em 2004. O atacante romeno teve seu contrato rescindido pelo clube inglês após se flagrado em exame antidoping com traços de cocaína. Depois disso, o clube exigiu uma indenização, já que havia desembolsado uma grande quantia para contratá-lo, junto ao Parma, em 2003. No comunicado, a CAS diz que Mutu pede o cancelamento da multa por considerar que não há nenhuma razão para indenizar o clube londrino. A Corte não revelou quando ocorrerá o julgamento, mas a expectativa é de que o caso esteja definido até o final deste ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.