Pilar Olivares/Reuters
Pilar Olivares/Reuters

Adriano acha difícil jogar contra a Venezuela

Atacante teve de levar quatro pontos no tornozelo esquerdo durante o jogo na Bolívia

11 de outubro de 2009 | 20h16

Substituído no intervalo do jogo contra a Bolívia com um corte no tornozelo esquerdo, o atacante Adriano acha difícil poder atuar na despedida da seleção brasileira das Eliminatórias para a Copa de 2010. O centroavante deixou o estádio Hernando Silas, em La Paz, com quatro pontos na perna.

Veja também:

link Bolívia acaba com série invicta do Brasil ao vencer por 2 a 1

link Copa 2010: mais oito países estão classificados

especialMAPA - Os países que já garantiram vaga na Copa

Eliminatórias da Copa - tabela Classificação | lista Tabela 

especial ELIMINATÓRIAS - Mais no canal especial

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"Acho que na quarta-feira não vai dar para estar nem junto com o grupo. É claro que não dá para se recuperar de quatro pontos em dois dias, então nem devo estar com o grupo", disse Adriano, que deverá ser liberado para voltar ao Rio de Janeiro já nesta segunda-feira, caso não tenha condições. "Agora é importante poder me curar bem para voltar logo ao Flamengo. Ainda não dá para saber quando estarei bem para jogar novamente."

O jogo contra a Venezuela, na quarta-feira, em Campo Grande, será a última atuação da seleção brasileira em uma Eliminatória de Copa por pelo menos os próximos seis anos, uma vez que o Brasil irá sediar o Mundial de 2014.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.