Adriano e Edmílson se desentendem durante treino do Brasil

O clima de sossego na concentração da seleção brasileira em Weggis começou a ser abalado. No último treino da equipe comandado pelo técnico Carlo Alberto Parreira antes do amistoso contra o time de Lucerna, o atacante Adriano e volante/zagueiro Edmílson se desentenderam. Durante o coletivo realizado debaixo de muita chuva, o jogador do Barcelona acertou o companheiro no rosto e na cabeça numa disputa de bola. Depois de uma rápida paralisação, o avante da Inter de Milão resolveu retribuir a entrada ao levar Edmílson ao chão. Essa não é a primeira vez que os dois atletas se desentendem nos treinos preparatórios para a Copa do Mundo da Alemanha, que estão sendo realizados na Suíça. Na última quinta-feira, Edmílson chegou a ser atendido pelos médicos após ser derrubado por Adriano. O volante deu o troco ao dar um pisão no pé do avante. Lutando por uma vaga no time titular, Edmilson já deixou claro que não se dá por satisfeito apenas por estar no grupo que disputará a Copa do Mundo. ?Quero jogar?, afirmou o volante, apesar de reconhecer que Carlos Alberto Parreira já tem suas opções de jogadores. O atleta do Barcelona é forte candidato a conseguir lugar na equipe se o quarteto mágico não funcionar nas primeiras rodadas do Mundial. Nesta segunda, na entrada de Edmilson em Adriano, o atacante saiu com a mão na boca, visivelmente insatisfeito com o volante. Edmilson, porém, nem parou para se desculpar. O revide de Adriano, que fez o único gol do treino, veio com um chute por trás em Edmilson. Parreira não interrompeu as atividades em nenhum momento para chamar a atenção dos jogadores. O volante ainda havia deixado Emerson insatisfeito ao entrar duro no companheiro em treino da semana passada. O volante da Juventus preferiu não polemizar. ?A amizade com Edmilson continua a mesma.? afirmou. Para ele, o excesso de vontade só mostra a disposição dos jogadores em mostrar serviço. O confronto com o Lucerna FC acontece nesta quarta-feira, às 15h30 (horário de Brasília), no Estádio Saint Jakob, na Basiléia. O jogo terá transmissão da TV Globo. Esse será o penúltimo amistoso que o Brasil fará antes de estrear na Copa. No dia 4 de junho, os pentacampeões pegam a Nova Zelândia, em Genebra. O primeiro jogo no Mundial acontece nove dias depois, contra a Croácia, em Berlim, pelo Grupo F. Visita Aproveitando o clima de festa em Weggis, onde a seleção brasileira tem recebido um público de 5 mil pessoas diariamente, o técnico da Suíça, Köbi Khun, fez uma visita a Carlos Alberto Parreira, nesta segunda-feira. A conversa entre os dois treinadores foi informal e durou cerca de meia hora. Após o encontro, Parreira disse aos jornalistas que o suíço está confiante na classificação para as oitavas-de-final da Copa do Mundo da Alemanha. Fora dos dois últimos Mundiais, o selecionado europeu conseguiu alcançar a segunda fase do torneio em 1994, nos Estados Unidos, quando foi eliminado pela Espanha. Durante a visita, Khun recebeu uma camisa da seleção brasileira autografada pelo capitão Cafu, o meia-atacante Ronaldinho Gaúcho e o volante Emerson. No Grupo G da Copa, a Suíça fará a sua estréia na competição contra a França, no dia 13 de junho, em Stuttgart. Os suíços também enfrentam na primeira fase a Coréia do Sul e o Togo.

Agencia Estado,

29 Maio 2006 | 15h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.