Adriano estréia com dois gols e São Paulo vence no Paulistão

Atacante - que pertence a Inter de Milão - faz o suficiente para deixar sua marca e garantir a vitória tricolor

Alan Rafael Villaverde, estadao.com.br

17 de janeiro de 2008 | 22h25

Desacreditado, o "Imperador" Adriano mostrou o porquê de seu apelido ao marcar os dois gols da vitória do São Paulo, de virada, por 2 a 1 diante do Guaratinguetá, na noite desta quinta-feira, na estréia da equipe, e do atacante, no Campeonato Paulista.  Veja também: Classificação Calendário / Próximos jogos Crônica do jogo do Palmeiras Crônica do jogo do Corinthians Adriano valoriza resultado na estréia e elogia adversário Adriano será a sensação do Campeonato Paulista? Guia do Paulistão 2008  O resultado coloca o São Paulo entre os líderes da competição, enquanto o Guaratinguetá, apesar do esforço, já soma sua primeira derrota em casa, que pode complicar sua caminhada no Paulistão. As estréias de Adriano, Fábio Santos, Juninho e Joílson não foram boas para o São Paulo, pelo menos no primeiro tempo, já que o time demonstrou falta de ritmo e, principalmente, entrosamento.  Com isso, o Guaratinguetá, com uma forte marcação no meio-campo, explorava as saídas rápidas com o atacante Danilo Santos, fazendo com que a zaga são-paulina parasse as jogadas com faltas. E, numa delas, aos 21 minutos, o placar foi aberto. O zagueiro Renato chutou forte e a bola desviou na barreira, enganando o goleiro Rogério Ceni.  Guaratinguetá1Fábio; Carlinhos, Renato     e Toninho; Alex Silva, Jackson    , Alê, Michel     e Marcinho (Jorge Henrique); Dinei     (Caiuby) e Danilo Santos (Alessandro)Técnico: Guilherme Macuglia São Paulo2Rogério Ceni; André Dias, Juninho (Alex) e Miranda; Joílson, Hernanes, Fábio Santos (Aloísio    ), Richarlyson     e Jorge Wagner; Dagoberto     (Souza) e AdrianoTécnico: Muricy RamalhoGols: Renato, aos 21 minutos do primeiro tempo; Adriano, aos 47 segundos e aos 34 minutos do segundo tempoÁrbitro: Luiz Flávio de OliveiraRenda: 396.480,00Público: 13.777 pagantesEstádio: Dario Rodrigues Leite, GuaratinguetáAtordoado com o gol sofrido, o São Paulo parecia muito aquém da equipe que foi bicampeã brasileira (cinco na história). Para piorar, Adriano estava isolado, sem ter boas chances para finalizar. Mesmo assim, a equipe tricolor pressionou o adversário os últimos 15 minutos da primeira etapa, mas sem sucesso. Irritado com o que vira, o técnico Muricy Ramalho tirou um dos estreantes, Fábio Santos, para colocar Aloísio, deslocando Adriano um pouco mais para fora da área, enquanto Dagoberto passou a jogar na meia. A alteração sequer teve tempo de ser testada, já que, aos 47 segundos, Adriano chutou muito forte de fora da área para empatar a partida e marcar sua estréia com um belo gol. O empate, no entanto, não abateu o Guaratinguetá que, aos 13 minutos, teve a chance de novamente ficar à frente no placar, quando Alê fez bela jogada e tocou para Dinei, que chutou forte para a defesa de Rogério Ceni. A resposta do São Paulo não demorou a acontecer. Aos 17, Jorge Wagner cruzou e Adriano escorou a bola para Aloísio que, sozinho, chutou para fora. Depois disso, o jogo caiu no marasmo, até Adriano novamente aparecer. Numa cobrança de falta, aos 34, o jogador chutou fraco, mas a bola passou entre os jogadores que formavam a barreira, enganando o goleiro adversário e, assim, concretizando a virada são-paulina. Agora, o São Paulo encara o Rio Preto no domingo, às 16 horas, no Morumbi, enquanto o Guaratinguetá enfrenta o Noroeste no mesmo dia, às 18h10, em Bauru.

Tudo o que sabemos sobre:
Paulistão A-1São Paulo FCAdriano

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.