Wilton Junior/AE
Wilton Junior/AE

Adriano estreia e marca na vitória do Flamengo

Diante de mais de 70 torcedores, Imperador deixa a sua marca na vitória por 2 a 1 sobre o Atlético-PR

SÍLVIO BARSETTI, Agencia Estado

31 de maio de 2009 | 18h55

Adriano voltou ao futebol em grande estilo. Marcou de cabeça um dos dois gols do Flamengo na vitória sobre o Atlético-PR por 2 a 1, neste domingo, diante de mais de 70 mil pessoas no Maracanã. E ainda participou do outro gol: pressionou o zagueiro Antonio Carlos, que se assustou e tocou a bola para a própria rede.

Veja também:

especial Visite o canal especial do Brasileirão

especial Jogue o Desafio dos Craques

lista Brasileirão - Calendário

tabela Brasileirão - Classificação

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão 

O atacante havia atuado pela última vez em 11 de março, com a camisa da Inter de Milão. Depois, largou o clube italiano por "ter perdido a motivação". Resolveu voltar rapidamente ao esporte ao receber proposta do Flamengo. Mesmo fora de forma, deu muito trabalho à zaga do Atlético, no confronto válido pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro.

Além da participação decisiva nos dois gols, acertou outra cabeçada com estilo, defendida por Vinícius, e esteve resente em várias jogadas de perigo do ataque carioca. "Tentei fazer o mais simples para ajudar e consegui", comentou Adriano, que atuou o tempo todo, vestindo a camisa 29 - a mesma com a que estreou no time principal rubro-negro, em 2000, e contrariou a expectativa de que só ficaria em campo por 45 minutos.

O Flamengo foi sempre superior e poderia ter vencido com mais folga. No primeiro tempo, na principal jogada, Juan cruzou da esquerda para Adriano, que correu a fim de deixar Antonio Carlos batido no lance. Aturdido com a presença do atacante, o zagueiro chutou para trás e fez gol contra. Logo no reinício da partida, após o intervalo, Leonardo Moura cruzou da direita na medida para cabeçada certeira do dono do jogo.

Foi um delírio no Maracanã. Nem mesmo o pênalti desnecessário de Toró em Márcio Azevedo, aos 23, convertido por Rafael Moura, diminuiu a festa da torcida do Flamengo, que chegou a 7 pontos na competição e volta a jogar no próximo domingo, contra o Sport, na Ilha do Retiro. O Atlético-PR, que divide a lanterna com o rival Coritiba, recebe o Atlético-MG, no mesmo dia, na Arena da Baixada.

FLAMENGO 2 X 1 ATLÉTICO-PR

Flamengo - Bruno; Leonardo Moura (Éverton Silva), Airton, Ronaldo Angelim e Juan; Toró (Wellington), Willians, Ibson e Kleberson; Emerson (Éverton) e Adriano. Técnico: Cuca.

Atlético-PR - Vinícius; Rhodolfo, Antônio Carlos e Chico; Raul (Manoel), Valencia, Rafael Miranda (Wesley), Julio dos Santos e Márcio Azevedo; Marcinho (Patrick) e Rafael Moura. Técnico: Geninho.

Gols - Antônio Carlos (contra), aos 14 minutos do primeiro tempo; Adriano, aos 50 segundos, e Rafael Moura, aos 24 minutos do segundo tempo.

Árbitro - Leonardo Gaciba (Fifa-RS).

Cartões amarelos - Leonardo Moura e Éverton Silva (Flamengo); Rhodolfo, Chico e Márcio Azevedo (Atlético-PR).

Renda - R$ 1.293.939,00.

Público - 68.217 pagantes.

Local - Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.