Antonio Lacerda/EFE
Antonio Lacerda/EFE

Adriano marca de pênalti e Flamengo bate Corinthians por 1 a 0

Campo encharcado do Maracanã atrapalha jogadores; equipe alvinegra precisará ganhar por dois gols de diferença no Pacaembu

André Rigue, Enviado Especial - estadão.com.br

28 de abril de 2010 | 23h50

Jogo duro, brigado, catimbado, com muita chuva e típico de Copa Libertadores. No duelo entre Ronaldo e Adriano, o Imperador levou a melhor e marcou o gol da vitória do Flamengo sobre o Corinthians por 1 a 0, no estádio do Maracanã, no confronto de ida das oitavas de final.

Veja também:

linkRogério Lourenço destaca superação de jogadores do Fla

linkJogadores do Corinthians lamentam derrota no Maracanã

linkTravestis, chuva e correria marcam a chegada dos torcedores

blog BATE-PRONTO: O que fazer com Ronaldo?

tabela COPA LIBERTADORES - Tabela

som Território Eldorado - Flamengo 1x0

O rubro-negro garantiu a vitória apesar de possuir um jogador a menos desde o primeiro tempo. O resultado agora obriga o Corinthians a ganhar por dois gols de diferença dentro do Pacaembu, na próxima semana, para levar a vaga. Vitória alvinegra por 1 a 0 leva a decisão para as penalidades.

A chuva começou a castigar o Maracanã horas antes do duelo. Os jogadores não conseguiram executar passes curtos por causa da água na etapa inicial. A solução foi fugir do meio-campo embolado e concentrar as jogadas nas laterais. Aos 11 minutos, Léo Moura pegou rebote dentro da área e bateu à direita de Júlio César.

Ronaldo foi muito xingado pelos torcedores quando entrou no gramado. O Fenômeno não teve uma atuação muito boa e sofreu com a marcação. O campo pesado também atrapalhou o atleta. "O jogo foi prejudicado pela chuva", reclamou Ronaldo na saída para o intervalo.

O primeiro tempo teve apenas cinco finalizações e muitas faltas. Michael ainda acabou expulso aos 36 minutos após receber o segundo amarelo por entrada dura em Dentinho.

O técnico Mano Menezes tentou aproveitar a superioridade do Corinthians na etapa final e ordenou que os jogadores chegassem um pouco mais ao ataque. O alvinegro perdeu uma grande chance aos 4 minutos. Jucilei cruzou e Moacir finalizou. Bruno desviou e salvou o Flamengo.

 Flamengo1
Bruno; Léo Moura, David, Ronaldo Angelim e Juan; Rômulo, Maldonado (Toró), Willians (Fierro    ) e Michael    ; Vagner Love (Vinícius Pacheco) e Adriano
Técnico: Rogério Lourenço
 Corinthians0
Julio Cesar; Moacir    , Chicão, William e Roberto Carlos    ; Ralf, Jucilei, Elias e Danilo (Jorge Henrique); Dentinho (Iarley) e Ronaldo (Souza)
Técnico: Mano Menezes
Gols: Adriano, aos 20 minutos do segundo tempo

Árbitro: Carlos Amarilla - FIFA (PAR)

Renda: R$ 2.240.800,00

Público: 72.442 total

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Porém, quando o Corinthians estava melhor, Moacir cometeu pênalti ao derrubar Juan dentro da área. Adriano foi para a cobrança e bateu no canto direito de Julio Cesar. O Maracanã explodiu em alegria e os torcedores gritaram "o Imperador voltou" para comemorar.

Mano imediatamente tirou Dentinho e Danilo para colocar Iarley e Jorge Henrique, respectivamente. Mas o Corinthians não teve forças para encontrar a igualdade e parou nas mãos do goleiro Bruno quando conseguiu acertar o gol.

O Corinthians ainda deu sorte em não sofrer o segundo. Aos 32 minutos, Willians fez cruzamento e Adriano cabeceou. Julio Cesar deu um toque salvador e a bola explodiu no travessão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.