Adriano não pediu dispensa, diz agente

O atacante Adriano, da Inter de Milão, não pediu dispensa da seleção brasileira, como chegou a ser noticiado no Brasil. A informação foi dada nesta segunda-feira pelo empresário do jogador, Gilmar Rinaldi, em entrevista à Rádio Jovem Pan. ?Quando eu vi a notícia na internet, liguei para ele (Adriano) para saber se ele havia pedido dispensa mesmo, mas ele desmentiu?, afirmou ele. ?Ele me disse que esse era um problema que a direção da Inter (time de Adriano) tem que resolver com a CBF?, acrescentou o agente do jogador.Adriano teria pedido dispensa dos jogos contra Emirados Árabes Unidos e Kwait, nos dias 12 e 15 de novembro, para realizar um trabalho de recuperação de uma contusão no ombro.A informação de que o jogador não pediu dispensa foi ratificada pelo médico da Seleção, José Luis Runco. ?Conversei com o Adriano, antes da convocação, e e ele me garantiu que estava tudo bem e que por isso estava à disposição da Seleção para participar dos amistosos?, disse Runco.O supervisor da Seleção, Americo Faria, confirmou que o atacante está convocado para os amistosos. O supervisor diz que a comissão técnica não recebeu comunicado alguma da Inter solicitando a liberação do atacante.

Agencia Estado,

31 de outubro de 2005 | 14h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.