Adriano pede dispensa e não treina no Flamengo

A ausência do atacante Adriano no treinamento do Flamengo, nesta terça-feira, no Ninho do Urubu, causou desconforto a Andrade. Foi a oitava vez no ano que um técnico do clube precisou explicar a ausência do atacante nos treinos.

AE, Agencia Estado

22 de setembro de 2009 | 20h56

Segundo o treinador, Adriano conversou com ele por telefone e disse que o filho estava com problemas de saúde. Andrade procurou minimizar o fato.

"Seria bom que ele estivesse aqui, mas não vai prejudicar muito, não. Ele me ligou e disse que teria de dar suporte ao filho, que estava doente", comentou Andrade, ressaltando que se tratava de uma atividade regenerativa. Caso fosse um treino técnico e tático, a ausência seria mais sentida.

Ainda nesta terça-feira, o volante Willians foi punido em duas partidas pela expulsão contra o Atlético Paranaense, quando acertou o rosto de Márcio Azevedo com o braço. Como já cumpriu suspensão automática, ele só desfalca o Flamengo contra o Internacional, domingo, em Porto Alegre.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.