Adriano pode acertar com o São Paulo para a Libertadores

Atacante faz recuperação no Reffis e pode jogar pelo time do Morumbi no primeiro semestre de 2008

Alfredo Luiz Filho, do Jornal da Tarde,

01 de dezembro de 2007 | 11h16

Adriano está mais perto de reforçar o São Paulo do que poderia se imaginar. Há menos de duas semanas utilizando a estrutura do Reffis, o Centro de Reabilitação Esportiva Fisioterápica e Fisiológica, no CT da Barra Funda, para recuperar não só a forma física como também para colocar a cabeça no lugar - recebe ajuda psicológica -, o Imperador vem surpreendendo. Tanto que já baixou seu percentual de gordura para o considerado ideal para ele: 10,2%. Agora, tem chance de ficar pelos próximos seis meses para ajudar o time tricolor na briga pelo título da Libertadores.   Tudo dependerá, no entanto, da Inter de Milão. De acordo com o empresário do atacante, Gilmar Rinaldi, dirigentes do clube italiano desembarcarão em São Paulo nos próximos dias para saber como anda o tratamento de Adriano. Encontrar o jogador com a parte física em ordem favorece o São Paulo.   Se decidirem que o melhor para ele é continuar no Brasil, Adriano ficará por aqui no primeiro semestre de 2008 para disputar a Libertadores pelo time do Morumbi, como tanto sonham diretoria e torcida.   Seria o jeito mais fácil encontrado pela Inter de mantê-lo em atividade longe da Europa, sem vê-lo atuar com a camisa de um rival. De quebra, ao fim do empréstimo, Adriano retornaria à Itália pronto para o início da próxima temporada, em agosto - somente após a Eurocopa.   "Ele está excelente. Baixou demais o percentual de gordura e está em forma, muito bem. Está trabalhando animado, contente", elogia o médico e superintendente do São Paulo, Marco Aurélio Cunha. "Juro que estamos fazendo as coisas sem a intenção de ele ficar no São Paulo. Só estamos pensando no bem dele. Essa é uma pergunta que seguirá sem resposta enquanto a Inter não se posicionar. O emocional dele está muito bom e é assim que queremos que continue."   Na próxima semana, com o CT deserto, já que o time enfim entra em férias após o término do Campeonato Brasileiro, o Imperador deverá trocar a sala do Reffis para treinar no campo. Até ao CT de Cotia Adriano será levado para se exercitar - provavelmente para jogar um pouco de futebol com os jogadores das categorias de base. Um procedimento comum aos atletas em recuperação no clube.   Ceder a estrutura do Reffis para a recuperação de atletas tem se tornado uma arma e tanto para o São Paulo contratar reforços. Nos dois últimos anos, Luizão e Ricardo Oliveira ficaram no clube depois de usarem o centro de reabilitação. Zé Roberto é outro que esteve muito perto de assinar com o São Paulo, mas só não ficou porque o Santos abriu os cofres para ter o meio-campista.   Quando o empresário Gilmar Rinaldi, que foi por muitos anos goleiro do São Paulo, conseguiu a liberação da Inter para que Adriano voltasse ao Brasil e se recuperasse no Reffis, alguns dirigentes chegaram a disfarçar, mas estava claro que o clube tentaria segurar o atacante.   "O São Paulo receberá Adriano, mas só se houver a possibilidade de ele continuar aqui por uma parte da temporada", avisou na ocasião o assessor especial da presidência, João Paulo de Jesus Lopes. Agora, o desejo pode se tornar realidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.