Divulgação/Vipcomm
Divulgação/Vipcomm

Adriano sente dores no pé e deve ficar fora da estreia

Imperador ainda sofre com uma incômoda bolha por causa de queimadura no pé e não deve enfrentar o Duque

AE, Agencia Estado

13 de janeiro de 2010 | 19h16

O técnico Andrade chegou a sonhar com a possibilidade de estrear no Campeonato Carioca com seu melhor jogador. Mas nesta quarta-feira o atacante Adriano, que ainda lida com uma incômoda bolha no pé esquerdo, voltou a sentir dores por causa da queimadura sofrida em novembro e deixou o treino mais cedo.

Por essa razão, é improvável que o jogador esteja em campo, domingo, contra o Duque de Caxias, para iniciar a campanha do Flamengo em busca do tetracampeonato estadual. Andrade já deixou claro que não vai forçar Adriano logo no primeiro jogo da temporada.

A prioridade é preparar o centroavante para a estreia na Copa Libertadores. Sem poder contar com a contratação de Vágner Love, que segue no Palmeiras, o treinador escalará o ataque com Obina e Gil.

A diretoria já busca uma alternativa para Love, que seria muito mais dispendiosa do que simplesmente pagar a compensação que o CSKA (clube russo que detém o atacante sob contrato) está pedindo. O Flamengo estaria disposto a oferecer ao Cruzeiro R$ 7,5 milhões pela compra do atacante Kléber, que esteve próximo de um retorno ao Palmeiras.

No entanto, o vice-presidente de futebol Marcos Braz negou qualquer movimentação nesse sentido: "Não me meto em negócio de valor tão alto. Não tenho esse dinheiro".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.