Adriano sonha em vencer a Itália nas oitavas-de-final

O atacante Adriano disse nesta terça-feira que a Itália seria, na opinião dele, o adversário ideal para o Brasil nas oitavas-de-final da Copa do Mundo. "Para mim, seria o máximo jogar contra eles, mostrar um bom futebol e fazer um gol", disse o jogador, que não teve boa temporada na Inter de Milão.Para ele, seria uma forma de exorcizar o momento ruim vivido em gramados italianos. Ele não teme, inclusive, ser rejeitado pela torcida se tiver uma grande atuação e ajudar a eliminar a Itália da Copa, por exemplo. "Eles devem entender que minha obrigação na seleção é dar o máximo de mim", explicou.Adriano chegou a ficar mais de dez jogos sem marcar gols pela Inter, e teve rendimento pior que na temporada anterior, quando ganhou o apelido de "Imperador" - foram 19 gols em 47 jogos em 2005/2006, contra 28 gols em 42 jogos no período 2004/2005. Nas duas ocasiões a equipe conquistou apenas a Copa da Itália, e viu o jejum de títulos no Campeonato Italiano chegar a 16 anos.Mas o atacante ressaltou que não pensa em deixar o clube. "Estou mais para permanecer na Itália. Estou muito bem, todos os torcedores me tratam bem e acho que vou continuar", destacou Adriano, que tem o goleiro Júlio César como companheiro de clube, além de um grupo de argentinos com quem teria problemas - ele nega e diz que só tinha diferenças com o meia Veron, que deixou a Inter e vai jogar agora no Estudiantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.