Reprodução/ Twitter
Reprodução/ Twitter

Adversário do Corinthians, Del Valle vem de tropeço, mas é vice-líder no Equador

Time alvinegro enfrenta o adversário do Equador nesta quarta-feira, às 21h30, no jogo de ida da semifinal da Sul-Americana

João Prata, O Estado de S.Paulo

16 de setembro de 2019 | 16h26

Depois de perder a invencibilidade pós Copa América, o Corinthians não tem muito tempo para lamentar o tropeço diante do Fluminense pelo Campeonato Brasileiro. Na quarta-feira receberá o Independiente Del Valle, do Equador, na arena em Itaquera, no jogo de ida da semifinal da Copa Sul-Americana.

O adversário, no entanto, também vem de derrota após sequência de três vitórias consecutivas. Vice-líder do Campeonato Equatoriano, o time perdeu por 2 a 0 para o líder Macará na última quarta-feira e viu a distância para a ponta aumentar ainda mais - agora, oito pontos separam as duas equipes na tabela e classificação (56 a 48).

O elenco equatoriano chegou ao Brasil nesta segunda-feira e treinará na Arena Corinthians na terça-feira. O técnico da equipe é o espanhol Miguel Ángel Ramírez, que assumiu o clube em maio depois de uma passagem por seis temporadas pelas seleções de base do Catar. "A experiência foi magnífica. A estrada foi satisfatória, emocionante e muito enriquecedora. Cresci muito durante todos esses anos, cercada pelos melhores profissionais do mundo. e experiências de vida que me tornaram um treinador e uma pessoa melhores", disse em entrevista ao Marca depois de fazer a mudança para o Equador.

Após a derrota pela competição local, ele tratou de projetar o duelo pela Sul-Americana, um torneio que a equipe nunca levantou a taça. "Estamos com o elenco completo. Ansioso para jogar este bom jogo. O adversário é um time que joga muito bem, possuem o talento do jogador brasileiro. Estamos trabalhando para combater suas virtudes e propor nossas virtudes", afirmou.

O Corinthians é o único invicto na atual edição da Sul-Americana, com quatro vitórias e quatro empates. O Del Valle, finalista da Libertadores em 2016, chega pela primeira vez a uma semifinal na Sul-Americana. A equipe equatoriana eliminou nas quartas de final o Independiente, da Argentina, clube que tem no currículo sete conquistas da Libertadores.

Na primeira fase, o Del Valle perdeu a primeira partida para o Santa Fé, fora de casa, por 2 a 0. Na volta venceu pelo mesmo placar e garantiu a vaga nos pênaltis (4 a 2). Na segunda fase, goleou o Universidad Católica por 5 a 0 no duelo de ida e perdeu o outro por 3 a 2. Nas oitavas, após empatar sem gols com o Caracas na ida, derrotou o adversário por 2 a 0.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.