Divulgação/Godoy Cruz
Divulgação/Godoy Cruz

Adversário do Palmeiras aposta em atacante que fracassou no futebol brasileiro

Santiago García é a principal ameaça do Godoy Cruz para a partida válida pelas oitavas de final da Libertadores

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

23 de julho de 2019 | 04h30

O Godoy Cruz vai para as oitavas de final da Copa Libertadores, nesta terça-feira, em condições bem diferentes às do Palmeiras. Enquanto a equipe brasileira está desgastada pela sequência de partidas e por não ter folga desde o fim da Copa América, os argentinos só entraram em campo uma vez por uma partida oficial nos dois últimos meses.

As diferenças entre os adversários não são apenas benéficas para os argentinos, pelo contrário. O Palmeiras teve poucas mudanças no elenco desde o fim da fase de grupos, as principais delas a saída do atacante Ricardo Goulart e a venda do meia Moisés, ambos para o futebol da China. Já o Godoy Cruz, perdeu 13 jogadores, dos quais quatro foram titulares.

O clube argentino só esteve duas vezes nas oitavas de final da Libertadores (em 2011 e 2017, quando perdeu para o Grêmio) e jamais foi além dessa etapa. Na fase de grupos, a equipe não sofreu gols dentro de casa e tem como destaque um jogador com passagem ruim pelo futebol brasileiro. O atacante uruguaio Santiago García defendeu entre 2011 e 2012 o Athletico-PR após ser contratado como a negociação mais cara da história do clube. Em apenas um ano na equipe, fez só dois gols. 

Nos últimos dias a diretoria do Godoy Cruz teve de lidar com um grave problema. O meia Luciano Pizarro atropelou a condutora de uma moto após dirigir alcoolizado. O jogador de 22 anos está se recuperando de uma lesão e não tem atuado pelo time.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.