Advogado de Ronaldinho contesta ação

O advogado de Ronaldinho, Sérgio Neves, vai pedir reconsideração da ação cautelar da Justiça de Trabalho de Porto Alegre, que impede a transferência do jogador para o Paris Saint-Germain, ou qualquer outro clube, assegurando o vínculo do atacante do Grêmio. Neves disse que aproveitará o prazo, que acaba na segunda-feira, para apresentar a defesa de contestação aos pontos do processo. Ele espera que a juíza Mara Loguércio, da 26ª Vara, que concedeu a liminar na terça-feira, revise a ação. Se isso ocorrer, o advogado nãonecessitará entrar com mandado de segurança para cassar a liminar."Vou usar o tempo que disponho, já que a decisão não está surtindoefeito prático ainda, não está prejudicando o jogador", disse Neves.Em caso de descumprimento, a ação prevê pagamento de multa ao Grêmio, de R$ 84 milhões, mesmo valor do passe do atacante fixado na Federação Gaúcha de Futebol (FGF).Segundo a juíza, a liminar foi concedida com base na compatibilizaçãodo direito adquirido ao passe do clube, independente da Lei Pelé, e dolivre exercício do atleta. Foi negado ao Grêmio o pedido de que oatacante parasse de atuar em qualquer outra agremiação até que sejaresolvido o impasse. "Ronaldo fica ciente da indenização, mas poderájogar", afirmou a juíza por telefone. A juíza acredita na conciliação, em acordo entre as partes em audiência a ser marcada após a entrega da defesa. Mas o Grêmio ainda tem 30 dias para apresentar a ação definitiva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.