Advogado do América está otimista

Incumbido de defender o América no "Caso Pitarelli", o advogado João Vicente Gazolla está otimista quanto a absolvição do clube, ameaçado de perder até 24 pontos e ser rebaixado para o Campeonato Paulista da Série A-2. O julgamento está marcado para segunda-feira no TJD da Federação Paulista de Futebol. "Sinceramente estou confiante. Nossa defesa está pronta, mas não vou revelar neste momento os detalhes e meus argumentos. Estou ciente que temos uma grande batalha pela frente, mas a coisa não é tão simples como a imprensa está pintando. Pelo que eles estão falando, o América já caiu, mas não é assim, é um caso muito contraditório", analisou Gazolla. A denúncia foi formalizada pelo União Barbarense na terça-feira e acolhida pelo procurador do Tribunal, Antonio Carlos Mecchia. O América foi denunciado com base no artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (incluir atleta que não tenha condição legal de participar de partida). A pena prevista é perda de 6 pontos por jogo, além de multa de R$ 5 a 50 mil. A alegação do União Barbarense é de que o América teria usado, irregularmente, o goleiro Pitarelli em quatro jogos e deveria perder 24 pontos. Se punido, o clube ficaria com apenas um ponto e seria rebaixado para a Série A-2. O Barbarense (17 pontos) voltaria a lutar para fugir do descenso no confronto direto com o União São João (20 pontos), na última rodada, em Araras. Independente dos resultado do julgamento, dois clubes já estão rebaixados: Internacional (12 pontos) e Atlético Sorocaba (16).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.