Advogado quer processar o Palmeiras

Crianças sendo satirizadas na escola e a compra de um pacote de TV por assinatura. Essa deve ser a argumentação para mais um processo envolvendo o Palmeiras, ou melhor, a administração do presidente Mustafá Contursi, e seus torcedores. A elaboração da ação é do advogado Kleber da Silva Baptista, especialista em Direito Criminal e Administrativo. Indignado com a forma como o clube é administrado, o criminalista afirmou que a atual diretoria do Parque Antártica provocou ?dano inestimável à moral? da coletividade palmeirense. Por isso, garantiu que vai entrar na Justiça com ação por danos morais e financeiros contra Contursi. ?E a pena mínima para ele (presidente) deve ser o afastamento do cargo.? A bronca, e conseqüentemente a idéia de entrar com o processo, começou quando Baptista presenciou o sofrimento de seus netos com o vexame palestrino. ?Você tem idéia do que é ver aquelas crianças chorando?? indagou. ?Essa vergonha aumenta a rivalidade entre as crianças, com corintianos e são-paulinos fazendo gozações com os palmeirenses. Meus netos mesmo passam por isso. Já pensou crescer diante dessa situação??, perguntou ao exemplificar aquilo que, na ação, refere-se a ?dano moral?. ?Mas é claro que esse sentimento pode ser estendido a qualquer torcedor.? Com relação ao prejuízo financeiro, a história também é peculiar. ?Olha, eu comprei um pacote de TV por assinatura do Campeonato Brasileiro para assistir aos jogos do Palmeiras. Só que o time não está lá. E agora, o que faço? O Mustafá tem de ser responsabilizado por esse prejuízo?, explicou sua teoria.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.