Advogado vai a Jarinu tirar Nilmar da concentração

Reviravolta no caso Nilmar. O atacante, que pela manhã disputou seu primeiro coletivo desde que se recuperou da cirurgia no joelho direito, pode deixar a concentração do Corinthians em Jarinu, ainda nesta quinta-feira.O advogado do atleta, Breno Tannuri, está se dirigindo à Chácara Santa Filomena, onde a equipe faz pré-temporada, para tentar levá-lo de volta a São Paulo.Segundo Orlando da Hora, procurador de Nilmar, ficou acordado entre as partes de que o Corinthians enviaria nesta quinta-feira à Fifa a prorrogação do contrato, assinada pelo atleta no último dia 15 de dezembro, até o dia 28 de dezembro de 2007. O empresário disse que isso não aconteceu e não soube explicar por que. "Para nós eles (dirigentes corintianos) dizem que querem o Nilmar, para a Fifa eles dizem que não", reclamou, em entrevista à Rádio Globo. Da Hora também disse que cobrou uma posição da MSI e obteve como resposta da parceria que Nilmar não pertence ao Corinthians.O confuso é que nesta segunda-feira a CBF registrou esse mesmo contrato e deu condições de jogo ao atacante, publicando seu nome no BID (Boletim Informativo Diário).A intenção de Tannuri é tirar Nilmar da concentração e só deixar que ele se reintegre ao grupo quando todo o imbróglio estiver resolvido.Além da questão do contrato, o Corinthians ainda deveria a Nilmar, segundo os representantes do atleta, R$ 3,5 milhão referentes a direitos de imagem, e 8 milhões de euros ao Lyon, pela compra dos direitos federativos do jogador.Os dois clubes e Nilmar ainda aguardam decisão da Fifa, que deverá sair em breve, sobre o caso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.