Nilton Fukuda / Estadão
Nilton Fukuda / Estadão

Advogados de Scarpa chamam Fluminense de 'intransigente'

Defensores do meia que tenta se transferir para o Palmeiras afirmam que clube carioca só tem 'objetivos financeiros'

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

23 de abril de 2018 | 17h07

Os advogados do meia Gustavo Scarpa criticaram o Fluminense nesta segunda-feira. Por meio de uma nota oficial, a equipe jurídica classificou como “intransigente” a postura do clube em meio ao processo que cobra quase R$ 9 milhões do clube e a rescisão de seu contrato. A última audiência do caso, na semana passada, acabou sem desfecho. 

+ Palmeiras afirma que não teme punição a Bruno Henrique

+ Roger revela dificuldade em livrar Palmeiras da pressão externa

"Informamos que, em momento algum, o atleta Gustavo Scarpa recusou qualquer tipo de comunicação com o Fluminense Football Club. A verdade é que o Fluminense, que tem apenas objetivos financeiros no assunto - mas nenhum interesse esportivo, vem se mostrando intransigente e obrigatoriamente quer impor e envolver um terceiro que não é parte no processo, fato esse que independe da vontade do atleta", diz o texto, assinado pelo advogado Bruno Tocantins e sua equipe. 

O Palmeiras, o terceiro interessado do processo mencionado na nota, deve esperar o fim do caso na Justiça. Scarpa fechou com o clube paulista no começo do ano graças a uma liminar que rescindiu seu contrato com o Fluminense. No processo, ele alega ter mais de R$ 9 milhões a receber do Fluminense referentes aos salários, férias e 13º salário que estariam atrasados, além parcelas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). O clube carioca cassou a liminar.

Enquanto o processo não se defiir, Scarpa continua vinculado ao Fluminense. O Ministério Público do Trabalho deu parecer favorável ao atleta, mas a decisão não tem valor prático no momento.  A decisão final virá em audiência na 70ª Vara do Trabalho dentro de um mês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.