Advogados do Corinthians liberam e Dênis enfim fecha

Lateral-direito, de 24 anos, será apresentado nesta sexta, apesar de imbróglio jurídico; Ratinho descartado

Redação

29 de maio de 2008 | 12h39

O novo reforço do Corinthians para a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro é o lateral-direito Dênis. Depois de mais de um mês de negociação arrastada pelo fato do jogador estar saindo do Santos via liminar na Justiça, alegando uma renovação irregular de contrato, ele será apresentado nesta sexta-feira no Parque São Jorge - contratado até agosto de 2011 .Veja também: Felipe faz apelo: troca camisas do Corinthians por terço Mano Menezes: 'É o Corinthians renascendo das cinzas' Expulsões de Dualib e Curi ocorrerão em 90 dias  "O jurídico do Corinthians nos garantiu que é praticamente impossível reverter a situação dele na Justiça, devido às condições do processo. Isso posto, fizemos o contato e se Deus quiser apresentamos amanhã [sexta]. Esperamos que ele venha e seja feliz", diz o vice-presidente de Futebol, Mário Gobbi, para a rádio Jovem Pan. O imbróglio jurídico envolvendo Dênis segue em julgamento e o time alvinegro corre o risco de pagar uma multa diária de até R$ 10 mil se ele perder o processo. No acordo com o time da capital, o jogador assumirá essa responsabilidade, se perder. Ele pede a saída do time santista alegando nulidade de um contrato de gaveta que tinha com o Santos até 2011.  O REFORÇO  Dênis Nome: Dênis Oliveira de Souza Nascimento: 21/09/1983, em Ipatinga (MG) Altura / Peso: 1,79 m / 68 kg Times: Ponte Preta (2004), União Barbarense (2005), Ipatinga (2005-2006) e Santos (2006-08) SÓ ASSINARA contratação de Dênis só falta ser formalizada, pois verbalmente está tudo acertado com ele, numa negociação conduzida pelo gerente de Futebol Antônio Carlos, colega de time do lateral até o fim do ano passado no time do litoral. Ele chega pela falta de opções do setor no time, já que o técnico Mano Menezes tem improvisado o volante Carlos Alberto. Além dele, tem Alessandro, recuperado recentemente de uma contusão muscular após três meses, e Caju, ainda jovem (18 anos), que também é atacante.Contratado pelo Santos em maio de 2006, do Ipatinga. Seu contrato na época ia até este mês, quando completou dois anos. Em outubro do primeiro ano sofreu a primeira grave contusão, no joelho esquerdo, ficando cinco meses sem jogar. Em 2007 machucou o joelho direito, ficando nove meses fora. O Santos reclama da ingratidão do atleta, que manteve os pagamentos em dia e integrais apesar dos 14 meses longe dos gramados.RATINHO FORASobre a possível volta de Eduardo Ratinho ao clube - ele foi negociado como parte do pagamento pelo volante Fabinho -, Mário Gobbi descartou qualquer volta agora. "Eduardo Ratinho é jogador do Toulouse até junho do ano que vem, não é do Corinthians. Quem tem de falar são eles."   Atualizado às 19h40 para acréscimo de informação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.